Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Julho de 2009, é tempo de visitar Pitões das Júnias

 

Aceda aos Track-Points GPS aqui

 

Se utiliza uma plataforma móvel veja as fotos aqui

 

Percurso pedestre

14 km

5 horas de caminhada efectiva

 

Início da caminhada em Pitões das Júnias a 1120m de altitude.

Descida em trilho até aos 875m e nova subida até alcançar a Capela de São João da Fraga a 1170m de altitude.

Nova descida até alcançar o Trilho que segue ao longo do Ribeiro do Beredo a 780m.

Segue-se progressão fácil até ao Ribeiro do Campesinho a 825m e subida íngreme até alcançar o passeio em madeira que vai até miradouro da cascata.

Segue-se então em direcção ao Mosteiro e depois nova subida para Pitões das Júnias.

Depois de termos visto a Capela de São João a partir da Nevosa e das Minas dos Carris, era altura de a conhecer de perto.

Fomos então até Pitões das Júnias cumprir o desiderato.

Da estrada principal de Pitões até à Capela são 4,5km de campo, floresta e serra agreste.

A progressão é fácil excepto a subida da Fraga que é um pouco mais puxada e a razão para demorarmos 1:45h para chegar à Capela, é que estivemos mais tempo parados na conversa do que a caminhar mas afinal, a malta faz isto para se divertir e não para sofrer, certo?

Chegados à Capela, uma simples e singela edificação cuja localização faz inveja aos mais faustosos templos, tempo para desfrutar de uma magnífica paisagem.

Depois de um descanso de meia hora, seguimos então na direcção do Ribeiro do Beredo.

Esta parte da caminhada revelou-se ingrata por dois motivos. Em primeiro, porque foi quase sempre a corta-mato e se havia trilho, com as voltas que demos, devíamos tê-lo encontrado.

Em segundo, havia àreas de formação de falsos trilhos (provavelmente formados na altura das chuvas), que nos levavam para sítios impossíveis.

Paramos então para almoçar numa bela sombra.

A progressão seguiu então por uma nova e íngreme subida. Esta consistia num trilho pelos campos em que a água corria no seu meio. Alcançamos então o passeio em madeira que nos levaria até ao miradouro da cascata.

Seguimos então na direcção do Mosteiro envolvido pelo vale com um rio e uma pequena cascata ao lado. Espectacular.

Tempo então de nova subida para alcançar a aldeia e vê-la na sua melhor perspectiva.

 

Desta vez o percurso foi mais Rural e menos Montanhoso, ainda assim, cumpriu as nossas expectativas.

Num sítio tão recôndito como Pitões, a Cascata, o Mosteiro e a Capela de São João, são realmente mais-valias de peso, pelo menos a contar pelo numero de turistas.

Só é pena que Pitões fique tão longe do Porto. As viagens acima de duas horas são bastante maçadoras.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:35





Lista de todas as actividades

Percursos Pedestres

Em Bicicleta

Outras Actividades e Locais



Siga-nos na rede social


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Carris Cópia de DSC04873 Covão da Ametade DSC06715 Prado do Mourô/VidoalDSC07099 Sombrosas DSC08749 Vale do Rio Homem valeserrantes Poço Azul valeserrantes Ecopista do Dão valeserrantes

Cascata do Arado valeserrantes

Visitantes