Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Outubro de 2014, mais uma pedalada.

Desta vez rumo a Norte para visitar locais emblemáticos e essenciais do Minho passando por vilas, ecovias, locais de grande interesse histórico, cultural e paisagístico da região.

 

Percurso ciclístico: 104km em 7 horas de pedalada efectiva.

Track GPSaqui

Fotos no final do texto

 

Eram 5:40 quando o despertador tocou e o alerta amarelo previsto para esse dia, fez-me ir para o computador até às 6:30 para ver de fio a pavio como iriam estar as condições meteorológicas. Depois de tanta incerteza, decidi arriscar.

Com o objectivo de percorrer os Percursos dos Açudes e Laranja que fazem parte das Ecovias do Rio Lima, idealizei um percurso que me permitia percorrer alguns locais de elevado interesse da região do Minho, com uma extensão de aproximadamente 100km. Mas, mais do que a quilometragem final, é o elevado declive acumulado e as longas subidas que exigem fisicamente.

Começando em Ponte de Lima e com uma breve passagem pelo centro logo me dirigi para a Ecovia entrando no Percurso dos Açudes.

São 16km até Ponte da Barca quase sempre junto ao Rio Lima pela margem esquerda.

O enquadramento paisagístico é espectacular, do melhor que já vi. Podemos observar os vários açudes, campos de cultivo, moinhos, navegando entre uma constituição arbórea bonita e de grande densidade proporcionando muitas sombras. Existem algumas subidas sem relevância e o piso é variado entre a terra batida, pedra, betão e madeira.

O final deste percurso é no largo da feira em Ponte da Barca, vila muito bonita e acolhedora.

A paragem seguinte foi na Barragem de Touvedo, que também tem como função o controle das descargas massivas da Barragem do Alto Lindoso.

Depois de uma valentes subidas e correspondentes descidas cheguei ao Percurso Laranja. São apenas 5km mas que valem bem a pena. A sua localização quase sempre junto e ao nível do rio, tornam-na impar.

Finda a Ecovia, tomei um atalho seguindo por uma bela Ponte Romana sobre o Ribeiro da Lapa, no entanto tive que levar a bicicleta à mão cerca de 300m a subir bastante entre pedras e vegetação, mas sem problema.

Um pouco à frente, tempo para contemplar a antiga Central Eléctrica do Lindoso. É um belo edifício histórico assente num enquadramento paisagístico muito bonito. Existem rumores que será um museu, assim espero.

Seguem-se cerca de 11km com um declive médio D+ 3,6%, fácil, mas a limitar ritmos elevados.

Chegando ao Lindoso, tempo para visitar o Castelo, ícone da região, e de seguida a enorme Eira composta por cerca de 50 Espigueiros em pedra, alguns com cerca de 400 anos.

Podemos também visitar a Porta do PNPD do Lindoso.

Neste momento começou a chover torrencialmente, mas a viagem ainda nem ia a meio e tinha que continuar. Já na barragem do Alto Lindoso voltou o sol. É de facto uma construção imponente, assim como a albufeira.

A próxima paragem seria no Soajo, mas ainda teria que vencer uma subidas acentuadas, embora curtas.

Assentes num afloramento granítico, os 24 Espigueiros em pedra constituem a Eira local e que são também um importante ícone turístico da região.

Seguindo viagem na direcção da Porta do PNPG do Mézio, o percurso tem 7 km com declive médio D+5%. mas as paisagens são muito bonitas.

Nesta Porta do PNPG temos também um núcleo museológico, além das estruturas que visam dinamizar o Parque Nacional da Peneda Gerês.  O local é também muito bonito.

Mais uma vez começa a chover torrencialmente, e a espectacular descida de 12km para Arcos de Valdevez teve que ser efectuada com muito cuidado, até porque o volume de água projectada pelas rodas não deixava ver convenientemente e até respirar era difícil.

Já em Arcos de Valdevez a chuva abrandou e foi possível constatar a belíssima vila que é.

O retorno a Ponte de Lima foi efectuado pela Nacional 202 para poupar tempo, no entanto tem muitas subidas e o dilúvio voltou.

Embora seja um percurso de grande extensão e bastante desgastante, vale por cada km tendo em conta os pontos de interesse a visitar e as paisagens.

Também é possível realizar este percurso como roteiro turístico de automóvel, evitando as ecovias mas usufruindo de tudo o resto, menos da magia das duas rodas.

 

Ecovia do Rio Lima: Percurso dos Açudes

 

Á saída de Ponte de Lima

Ecovia do Rio Lima: Percurso dos Açudes

Rio Lima

Moinhos

ATENÇÃO aos troços em MADEIRA, são muito ESCORREGADIOS

Açudes

Ponte da Barca

Barragem de Touvedo

Albufeira da barragem de Touvedo com a Serra Amarela ao fundo

Em Gração

Rio Lima e Serra Amarela ao fundo

Acesso ao Percurso Laranja da Ecovia do Rio Lima

Parque de merendas

Quase sempre junto ao Rio Lima

Ponte Romana sobre o Ribeiro da Lapa a partir da qual são 300m a subir com a bicicleta à mão

Ermelo ao fundo

Antiga central do Lindoso

Quase pode considerar-se um monumento tal a arquitectura e enquadramento paisagístico

Condutas de queda de água para alimentar a antiga central

Ao centro o Cume da Pedrada na Serra do Soajo/Peneda @carta militar

Castelo do Lindoso

Espigueiros do Lindoso

Barragem do Alto Lindoso, a que possui o mais potente grupo de geradores em Portugal e uma das mais altas 

Albufeira do alto-Lindoso

Espigueiros Soajo

Cruzamento Mézio à esquerda-Sra da Peneda à direita

Porta do Parque Nacional da Peneda Gerês do Mézio

Arcos de Valdevez

Parque temático do Arnado em Ponte de Lima

Ecovia do Rio Lima: Percurso das Lagoas

Ponte de Lima na alturas das Feiras Novas

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:32





Lista de todas as actividades

Percursos Pedestres

Em Bicicleta

Outras Actividades e Locais



Siga-nos na rede social


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Carris Cópia de DSC04873 Covão da Ametade DSC06715 Prado do Mourô/VidoalDSC07099 Sombrosas DSC08749 Vale do Rio Homem valeserrantes Poço Azul valeserrantes Ecopista do Dão valeserrantes

Cascata do Arado valeserrantes

Visitantes