Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Queríamos ir à Neve, e conseguimos. Melhor, conseguimos e sem sofrer muito, porque às vezes a neve é um doce amargo.

Começamos no Mezio e seguimos na direcção do parque de campismo de Travanca.

Fomos subindo por estradão ganhando bastante altitude, passando depois a trilho de pé posto. Devido aos recentes incêndios nem sempre foi fácil encontrar o caminho na encosta da montanha mas lá chegamos à cabana Urzeira, verdadeira mansão de montanha com uma vista fabulosa.

Seguimos então na direcção da cabana Cova, esta também bastante grande e bem apetrechada. Depois de um período suave com 1km tivemos uma subida bem íngreme até avistarmos o Alto da Pedrada.

No sopé desta montanha, apareceu a neve que cobria todo aquele maciço. Tivemos sorte e desta vez, a neve apresentava boa consistência o que permitiu uma boa progressão.

Subimos pela encosta sudeste até ao topo, com a antena lá no alto sempre em sentinela.

Apesar de ter vindo cá poucas vezes, algo que eu aprecio muito nesta montanha, é o facto de ver-mos a sua grande elevação e irmos percorrendo a sua encosta, sempre com o azimute ao topo. 

Já no alto com o céu limpo as paisagens são espectaculares, destaque para o Alto da Peneda, Planalto de Castro Laboreiro, Serras do Larouco, Gerês e Amarela com os seus cumes pintados de branco.

Descemos depois em direcção à Calçada dos Bicos que também está um pouco descaracterizada devido aos incêndios.

Para fugir aos estradões, fizemos algum corta mato que executamos com facilidade devido à vegetação rasteira, e ainda percorrermos aquilo que pensamos ser os caminhos antigos visto que alguns deles encontram-se ainda lajeados e perfeitamente transitáveis.

Destaco a casa do guarda florestal que ainda está em bom estado de conservação e a nova escadaria junto ao Parque de campismo de Travanca para acesso ao rio.

Percurso pedestre: 20 km em 5:30 horas de caminhada efectiva.

Track GPS: aqui

20180321_114218.jpg 20180321_081132.jpg

20180321_083440.jpg

20180321_085923.jpg

20180321_090346.jpg

20180321_093841.jpg

20180321_093937.jpg

20180321_093938.jpg

20180321_100042.jpg

20180321_100455.jpg

20180321_100609.jpg

20180321_100736.jpg

20180321_101217.jpg

20180321_104304.jpg

20180321_104328.jpg

20180321_105018.jpg

20180321_105035.jpg

20180321_105133.jpg

20180321_111559.jpg

20180321_112016.jpg

20180321_112846.jpg

20180321_113720.jpg

20180321_114105.jpg

20180321_114108.jpg

20180321_114153.jpg

20180321_114218.jpg

20180321_114304.jpg

20180321_122931.jpg

20180321_122934.jpg

20180321_130533.jpg

20180321_132019.jpg

20180321_135538.jpg

20180321_140055.jpg

20180321_143549.jpg

20180321_143745.jpg

20180321_143916.jpg

20180321_144141.jpg

20180321_144309.jpg

20180321_144310.jpg

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:09

Setembro de 2017, mais uma atividade marcante na história deste blogue.

Viajamos de São João da Madeira até Fátima pelo Caminho do Peregrino de Santiago, em dois dias de bicicleta e com alforges.

Só para que conste, na verdade o "Caminho de Santiago" não passa por Fátima (evento religioso recente comparado com Santiago), em Ansião segue para Alvaiázere e Tomar, nós tomamos um caminho para Caxarias (que se encontra bem marcado) e depois seguimos para Fátima.

A viagem foi realizada em dois dias e com temperaturas amenas.

Eram 7:45h quando começamos a pedalar. O percurso de estrada e alguns trilhos em terra não apresentaram muita dificuldade, no entanto, existem zonas com bastante declive. Paramos para almoçar na Mealhada às 13:30h com 70km feitos.

Até Coimbra foram 30km a rolar com facilidade, e daqui até Condeixa a Nova (local de pernoita) mais 15km, com umas subidas contínuas muito acentuadas no início. 

No dia seguinte arrancamos às 7:30h. Destaco que a paisagem neste segundo dia é muito mais bonita e isso constata-se logo após Conimbriga. 

O percurso é também significativamente mais duro com muitas rampas em asfalto e terra. A meio da manhã passamos em Ansião após a qual existe uma zona lindíssima junto ao vale do rio Nabão, e cerca das 13h chegamos a Caxarias.

Depois de almoço chega a hora fatídica. Nós sabíamos que os 20km que faltavam não iam ser pêra doce e que teríamos que subir muito mais do que descer.

Dos últimos 5,5km, 4.5 são a subir, não é nada de extraordinário, mas no contexto da jornada saiu-me da alma, o corpo já nem o sentia, e pela primeira vez tive a noção do que é cumprir algo deste género completamente esgotado.

Destaco a grande quantidade de peregrinos, quase todos estrangeiros, a realizarem os caminhos de Santiago provavelmente vindos de Lisboa, no sentido contrário (indo para Fátima) só vimos um grupo de 6 Portugueses.

O percurso encontra-se muito bem marcado e só em zonas de estradas de duas vias ou grandes entroncamentos tivemos dúvidas.

Refiro ainda que o caminho completo num dia pela Nacional 109 que fiz há 5 anos, apresenta menos dificuldade que qualquer uma destas etapas, embora sejam mais horas e muitos mais kms de uma só vez.

Dois anos depois de o meu companheiro destas andanças Olhares Sublimes ter dado esta ideia, eis que ela se concretiza com sacrifício mas uma maior satisfação.

Estamos prontos para outra?

Obviamente.

Percurso: 195km em 14 horas de pedalada efetiva

1º dia: São João da Madeira-Condeixa: 113km em 7.5h de pedalada efetiva.

2º dia: Condeixa-Fátima: 82km em 6.2h de pedalada efetiva.

Track GPSaqui 

1.jpg

2017-09-16_08-38-18_o.jpg

2017-09-16_08-51-38_o.jpg

2017-09-16_08-56-59_o.jpg

2017-09-16_09-24-43_o.jpg

2017-09-16_10-22-42_o.jpg

2017-09-16_10-34-18_o.jpg

2017-09-16_11-15-52_o.jpg

2017-09-16_11-50-17_o.jpg

2017-09-16_14-59-34_o.jpg

2017-09-16_16-19-33_o.jpg

2017-09-16_16-51-37_o.jpg

2017-09-16_16-54-36_o.jpg

2017-09-17_07-45-12_o.jpg

2017-09-17_08-08-56_o.jpg

2017-09-17_09-15-20_o.jpg

2017-09-17_09-34-50_o.jpg

2017-09-17_10-55-35_o.jpg

2017-09-17_11-22-28_o.jpg

2017-09-17_15-13-15_o.jpg

20170917_164407.jpg

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:38




Lista de todas as actividades

Percursos Pedestres

Em Bicicleta

Outras Actividades e Locais



Siga-nos na rede social


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Carris Cópia de DSC04873 Covão da Ametade DSC06715 Prado do Mourô/VidoalDSC07099 Sombrosas DSC08749 Vale do Rio Homem valeserrantes Poço Azul valeserrantes Ecopista do Dão valeserrantes

Cascata do Arado valeserrantes

Visitantes